segunda-feira, 8 de março de 2010

8 de março - Dia Internacional da Mulher

Diversas datas e acontecimentos marcam o surgimento do Dia Internacional da Mulher.

Mas foi durante a 2ª Conferência Internacional das Mulheres Socialistas, em Compenhague, Dinamarca, em 1910, que a socialista alemã Clara Zetkin propôs uma data para o Woman''s Day (Dia da Mulher), o que acabou internacionalizando o evento, que passou a ser comemorado em diversos países, em momentos diferentes do ano.

O primeiro Woman''s Day foi comemorado em Chicago, nos Estados Unidos, em 1908, quando o país fervilhava com manifestações de mulheres operárias que denunciavam a exploração do segmento, defendendo a autonomia das mulheres, incluindo o direito ao voto, conquistado em 1920, nos EUA.

Foi na Alemanha, em 1914, que ocorreu no dia 8 pela primeira vez o Dia da Mulher, por ser uma data mais prática naquele ano. Muitas mulheres, no entanto, atribuem o 8 de março de 1917 como provável motivo para a fixação da homenagem. Naquele dia, operárias russas deram início a uma greve que acabou culminando na Revolução Russa. O fato é mencionado em documentos históricos, escritos por um dos dirigentes da revolução, Leon Trotsky. Em 1921, surge a proposta de se fixar o dia como oficial em todo o mundo, que passou a ser comemorado a partir de 1922, como símbolo da participação feminina nas atividades de transformação social.

Mais independentes, participativas e motivadas, as mulheres estão cada vez mais conquistando espaços que até pouco tempo atrás eram exclusivos dos homens. A disputa pela presidência da República no país é um claro exemplo, onde duas mulheres, de partidos diferentes, devem concorrer.

"É importante lembrarmos das muitas conquistas nestes anos. Mas, ainda há muito a ser conquistado. Se por um lado as mulheres estão cada vez mais nas universidades, por outro continuamos ocupando áreas menos valorizadas do mercado", afirma Silmara Conchão, 43 anos, professora do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina do ABC e do Núcleo de Estudos de Gênero da USP (Universidade de São Paulo).

Todos veem as diferenças entre homem e mulher como naturais. Existem as biológicas, sim, mas elas são mais culturais.

Parabéns mulheres, pelo DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES !!!

Enviado hoje por José Arnaldo C. Campelo.

2 comentários:

Fenix disse...

"Dia triste para as mulheres!
Se existe este dia é porque ainda falta muito caminho a percorrer até atingirmos o estatuto do homem na sociedade, e é necessário "lembrar" que existimos e exigimos ter os mesmos direitos...
Mesmo quando, se pretende comemorar neste dia as conquistas sociais, políticas e económicas das mulheres no século passado, afinal quem é que lhes concedeu / reconheceu esses direitos?
É como se o escravo celebrasse o dia em que teve a sua carta de alforria... mas o mérito será sempre do seu "senhor" que lha concedeu."
Sou mulher, portuguesa e humanista, e este é parte do meu post do meu blog!

Aliz - jornALIZta disse...

Obrigada, amigo!
Vamos comemorar sim este dia, mas vamos usá-lo também como referência para defender todas as mulheres ainda castigadas, oprimidas, torturadas, presas, mortas e tratadas como bichos, sem personalidade e sem vontade, mundo afora. Há muito ainda a conquistarmos - sem nunca perder a doçura e o cheirinho bom, claro-, pois não só profissionalmente, mas dentro de casa a mulher continua sendo tratada como única responsável doméstica e coisas do tipo. Queimemos os aventais, não os sutiens!
Beijo!

Postar um comentário