quarta-feira, 22 de junho de 2016

Como se escreve? Parênteses ou parêntesis?

As duas formas estão corretas e ambas têm o mesmo significado, porém devemos prestar atenção...

Parêntesis é a forma da palavra em latim e se refere tanto ao singular como ao plural, portanto sempre se escreve dessa forma.
Parêntese e parênteses são as formas aportuguesadas; a primeira se refere ao singular e a segunda se refere ao plural.

Portanto utilize a palavra desta forma:

No singular...
Para inserir num texto, num determinado momento, um acréscimo de informação, abra um parêntese ou parêntesis, insira a informação e feche-o ao final.
ou
No plural...
Para inserir num texto, num determinado momento, um acréscimo de informação, insira-a entre parênteses ou parêntesis.

Fonte: http://duvidas.dicio.com.br/parenteses-ou-parentesis/

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Como se escreve: Mal educado ou mau educado? Com hífen ou sem?

Resultado de imagem para mal-educado
Mal ou Mau

O uso das palavras “mal” (com “l”) ou “mau” (com “u”) é uma dúvida normal.

Uma forma prática de descobrir é inverter os significados:
Antônimo de mau é bom e antônimo de mal é bem.
Logo, basta fazer a substituição e ver qual faz mais sentido.
Então:
Se é "Bem educado", o contrário é "Mal educado".
Se o "Lobo é bom", o contrário é "Lobo mau".

Com hífen ou sem

A expressão “mal-educado” refere-se ao sujeito malcriado; da família mal-educada.
A forma “mal educado” (sem o hífen) é uma expressão que se usa apenas na voz passiva – quando o sujeito recebe a ação verbal.
Exemplos:
“Ele foi mal educado pelos pais. É portanto, uma pessoa mal-educada!”
“Após uma trajetória de luta, sabe-que ele não foi mal educado pelos pais.”

Portanto, existem as duas formas de se escrever
Fontes:
http://blog.cancaonova.com/cleberrodrigues/mal-educado-ou-mau-educado/
http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/mal-educado-ou-mal-educado-qual-e-o-certo

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Como usar abreviaturas e crase para horários

Na língua portuguesa, abrevia-se hora ou horas com a letra "h", minutos com "min" e segundos com a letra "s".
Nunca utilize ponto nem o "s" para indicar plural. Jamais utilize "hrs".

O sistema ortográfico brasileiro não admite o registro do plural (a letra “s”) em nenhuma abreviatura, embora o uso seja corrente.
É comum ainda vermos a utilização de dois pontos: 15:00, 23:30, etc, que também deve ser evitada, a menos que seja em áreas específicas, como em anotações de programação com horários em seqüência, de passagens, competições, agendas, horários anunciados pela televisão, etc. (16:15 h, por exemplo).

Siga estas regras:

Para horas redondas: abrevie 5 horas como 5h, 22 horas como 22h (sem "s" e sem ponto depois do "h").

Para horas quebradas: Abrevie 2 horas e 43 minutos como 2h43min ou 2h43, abrevie 17 horas, 13 minutos e 8 segundos como 17h13min8s.

Para períodos, escreva assim:
De 9h a 11h (sem crase) ou Das 9h às 11h (com crase).
De 8h30min a 11h30min (sem crase) ou Das 8h30min às 11h30min (com crase).
De 8h a 17h30 min ou De 8h a 17h30 (sem crase) ou Das 8h às 17h30 (com crase).

Não escreva assim:
De 9h à 11h (não tem crase!)
De 8h30min à 11h30min (não tem crase!)

Com relação ao espaço entre os elementos não há um consenso, ou seja, pode ser inserido ou não.
Significa que o exemplo acima pode também ser escrito como 17 h 13 min 8 s.

A grafia por extenso é mais usada em convites formais, como eventos especiais.

Fontes:
http://pedagogiaaopedaletra.com/dicas-de-portugues-grafia-de-datas-e-horas/
http://pascoalonline.blogspot.com.br/2012/04/gramatica-qual-grafia-correta-das-horas.html

Leia também neste blog:
Não perca essa promoção!

segunda-feira, 15 de junho de 2015

A vida começa quando se percebe que ela não durará muito

Para quem tem mais de 65 anos. 
Por Ivone Boechat
mestre em educação, pedagoga, conferencista e escritora.
Autora do livro "Estratégias para encantar educadores na Arte de Aprender" (2011).
1 - Tome posse da maturidade. A longevidade é uma bênção! Comemore! Ser maduro é um privilégio; é a última etapa da sua vida e se você acha que não soube viver as outras, não perca tempo, viva muito bem esta. Não fique falando toda hora: "estou velho". Velho é coisa enguiçada. Idade não é pretexto para ninguém ficar velho.
2 - Perdoe a você antes de perdoar aos outros. Se você falhou, pediu perdão? Deus já o perdoou e não se lembra mais. Não fique remoendo o passado... Não se importe com o julgamento dos outros.
3 - Viva com inteligência todo o seu tempo. Viva a sua vida, não a do seu marido, da sua esposa, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos, dos amigos... Nem viva só pra eles, viva pra você também. Isto se chama amor próprio, aquilo que você sacrificou sempre! Nunca viva em função dos outros. Faça o seu projeto de vida!
4 – Coma e beba com moderação; durma o suficiente. Tenha disciplina. Fale com muita sabedoria. Discipline sua voz: nem metálica; nem baixinha; seja agradável!
5 - Poupe seus familiares e amigos das memórias do passado. Valorize só o que foi bom. Experiências caóticas, traumas, fobias, neuroses, devem ser tratadas com o psicoterapeuta.
6 - Não aborreça ninguém com o relatório das suas viagens. Elas são interessantes só pra quem viaja. Ninguém aguenta ouvir os relatórios e ver fotografias horas e horas. Comente apenas o destino e a duração da viagem, se alguém perguntar.
7 - Escolha bons médicos. Não se automedique. Não há nada mais irritante do que um idoso metido a receitar remédio pra tudo o que o outro sente. Faça uma faxina na sua farmácia doméstica.
8 - Não arrisque cirurgias plásticas rejuvenescedoras. Elas têm prazo curto de duração. A chance de você ficar mais feio é altíssima e a de ficar mais jovem é fugaz. Faça exercícios faciais. Socorra os músculos da sua face. Tome no mínimo 8 copos de água por dia e 15 minutos de banho de sol é indispensável.
9 - Use seu dinheiro com critério. Gaste em coisas importantes e evite economizar tanto com você.

Tudo o que se economizar com você será para quem? No dia em que você morrer, vai ser uma feira de Caruaru na sua casa. Vão carregar tudo. Não darão valor a nada daquilo que você valorizou tanto: enfeites, penduricalhos, livros antigos, roupas usadas, bijuterias cafonas, ouro velho... prataria preta, troféus encardidos, placas de homenagens. Por que não doar as roupas, abrir um brechó ou dar todas as suas bugigangas?
10 - A maturidade não lhe dá o direito de ser mal-educado. Nada de encher o prato na casa dos outros ou no self-service, ou numa festa de casamento. Falar de boca cheia é insuportável.
11 - Só masque chiclete sem testemunhas. Não corra o risco de acharem que você já está ruminando ou falando sozinho(a).
12 - Aposentadoria não significa ociosidade. Você deve arranjar alguma ocupação interessante e que lhe dê prazer. Serve qualquer coisa: ganhando dinheiro ou gastando (se tiver).
13 - Cuidado com a nostalgia e o otimismo. Pessoas amargas e tristes são chatíssimas, as alegres demais, também. Elogie os amigos, não fique exigindo explicações de tudo. Amigo é amigo.
14 - Leia. Ainda há tempo para gostar de aprender. A maturidade pode lhe trazer sabedoria. Coloque-se no grupo sempre pronto para aprender. Não se apresente em lugar nenhum dizendo: sou muito experiente!
15 - Não acredite nas pessoas que dizem que não têm nada demais o idoso usar roupas de jovens, cuidado. Vista-se bem, mas com discrição.
16 - Seja avô/avó dos seus netos, não o pai, a mãe ou a babá. Por isso, nem pense em educá-los ou comprometer todo o seu tempo com as tarefas chatas de ir buscar na escola, levar a festinhas, natação, inglês, vôlei... Só nas emergências. Cuidado com aquela disponibilidade que torna os outros irresponsáveis.
17 - Se alguém perguntar como vão seus netos, não precisa contar tuuuuuuuudo! Evite discorrer sobre a beleza rara e a inteligência excepcional deles. Cuidado com a idolatria de neto e o abandono dos filhos casados.
18 - Não seja uma sogra ou sogro chato. Nunca peça relatório de nada. Seu filho tem a família dele. Você agora é parente! Nunca, nunca, nunca mesmo, visite seus filhos sem que seja convidado. Se o filho ligar pra você, não diga: ah! lembrou finalmente da sua mãe? É melhor dizer: Deus o abençoe meu filho.
19 - Cuidado em atender ao telefone: se a pessoa perguntar como você vai e você responder "estou levando a vida como Deus quer", "a vida é dura", "estou vencendo a dureza", você vai ver que as ligações dos amigos e dos parentes vão rarear, cada vez mais.
20 - A maturidade é o auge da vida, porque você tem idade, juízo, experiência, tempo e capacidade para se relacionar melhor com as pessoas. Então delete do seu computador mental o vírus da inveja, do orgulho, da vaidade, promiscuidades, cobranças, coisas pequenas e frustrantes para tomar posse de tudo o que você sempre sonhou: a felicidade...
Recebido de Valdir Toledo em 08/06/2015.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Cicret Bracelet - Você ainda vai querer um

Pensando em trocar de celular?
Espere um pouco...

Na verdade, o Cicret Bracelet ainda é um protótipo, conforme esclarece o site www.cicret.com.

Nem existe previsão para o seu lançamento, tudo ainda está no papel.
Porém, tome cuidado, porque há e-mails e sites oferecendo o produto e aceitando pedidos para reserva.
São falsos, não pague nada.

O bracelete não será um celular.
A proposta é que o aparelho tenha a capacidade de projetar uma tela touch do seu smartphone diretamente em seu braço.
Dispondo de cerca de oito sensores, será possível detectar a posição dos dedos do usuário e dar a resposta adequada para os controles.
Dessa forma, será possível usar a tela do seu smartphone diretamente no seu braço, sem tirá-lo do bolso ou da mochila.

Assista ao vídeo e delire...


video

Recebido de Helen Mathews em 08/01/2015.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Dez desejos para o ano novo

Muito dinheiro no bolso e saúde para dar e vender!
O brinde-jingle-de-ano-novo é aquele bom e velho clichê no qual mal pensamos, desejamos automaticamente sem entender o que queremos de verdade. 

Afinal mesmo com saúde e dinheiro, não ficamos em paz, então eu queria fazer algumas sugestões mais relevantes para sua virada de ano:


1. Liberdade interna

Diferente de aumento de espaço físico, viajar para lugares paradisíacos, fazer o que tiver vontade, euforia no meio da estrada ou não receber ordens, a liberdade é um tipo de capacidade de deliberar com o mínimo de condicionamento restritivo.
Uma pessoa que só vive fazendo mochilão pode estar tão asfixiada quanto um funcionário workaholic de multinacional.
Alguém que vive praticando o "bem" pode estar tão preso nesse script quanto o bad boy cheio de opinião. 
Liberdade parece mais uma habilidade de atravessar aquela tentativa da nossa mente de solidificar a vida num frasquinho de certeza.
No ano que começa trabalhe nisso.


2. Desejos mais conscientes

Se você apenas ajoelha e obedece tudo o que passa no campo dos seus desejos então você será refém do consumismo, da sua gula, do egocentrismo, da sua arrogância e até da necessidade compulsiva de ficar pregando a paz na Terra e perdendo oas amigos com sua chatice.
Qualquer tipo de desejo, dos mais nobres aos mais imediatistas, se passarem invisíveis ao seu radar consciente levarão você inevitavelmente de objetos em objetos sem parada só para que você fique satisfeito.
O resultado será só mais insatisfação.


3. Capacidade de gerar felicidade

Estar cercado de mimos é até fácil, mas conseguir captar um sorriso genuíno de alguém parece ter um efeito reverberante muito mais poderoso.
Essa cadeia de gentilezas e de olhar atento ao caminho do outro cria um ciclo de cafuné coletivo.
O meio ambiente agradece e quem mora na sua casa também.


4. Resiliência para os dias difíceis

O ano certamente trará chances para você se agarrar naquilo que acha que o fará feliz, mas esconde uma dose grande de sofrimento pelo apego.
Eu desejo que você consiga perceber que está idolatrando algo mais do que deveria para resistir ao impulso de ficar aprisionado na sua própria alegria e por isso ficar incapaz de usufruir a vida com leveza.
Ao conseguir resistir ao impulso de se fechar numa ideia, lugar ou pessoa, os dias difíceis tendem a ser mais fáceis.


5. Capacidade de negociar com seus próprios desejos

Se eu desejar muito dinheiro no bolso, posso afirmar que nem toda fortuna existente do mundo conseguirá pagar o que seu desejo. 
Espero que você não tenha tudo o que deseja e possa ficar bem com isso.


6. Saber reconhecer os movimentos internos

Quero que você consiga ter um GPS interno para se guiar nas suas rotas pessoais, que consiga não se perder em si mesmo com atitudes impulsivas, reativas e que estejam desconectadas de seus valores internos.
Quero que você saiba mergulhar com mais facilidade para dentro antes de sair desembestado tomando grandes ou pequenas decisões que fecharão seu caminho.


7. Lidar com a incompletude da vida

Desejo que você lide com o fato de que sempre haverá uma dimensão de incompletude na vida.
Você só se torna esse poço de inconformação e insatisfação por que ainda tem uma esperança de algum dia isso ser saciado.
Não, não haverá algum momento em que você terá chegado no topo da montanha, não há topo e nem montanha.


8. Parar de sonhar com realidades mágicas

O que é uma realidade mágica?
É aquilo que causa angústia só de pensar, por que é muito grande, descolado de qualquer senso de realidade, que carece de qualquer planejamento e está tão fora de sua área de influência que chega a doer.
Espero que você consiga olhar ao redor e consiga reconhecer quanta beleza já existe na sua vida, mesmo essa porção fragmentada, manca, incompleta, estranha e contraditória.


9. Assumir que nada acontece se você não gerenciar o medo

Se você ainda insistir que só uma meta vai salvar sua alma e seu ano, então desejo que aprenda a conviver com o medo constante do fracasso, da perda, do desapontamento, da rejeição e do "quase".
Se quer garantia absoluta e nenhum medo então você não entendeu nada sobre atingir metas.
Aquilo que você acha que deseja mais que tudo só tem essa magnitude pois está fora de sua zona de conforto.
Seu próximo passo já está calculado e pré-aprovado?
Espere chegar no final do ano que vem.


10. Parar de achar que as listas são autorrealizáveis

Essa lista não tem o poder de se realizar porque você achou ela incrível ou disse no fundo do seu coração "vou realizar".
Não. Ela precisa de pequenas doses de treino diário.
São posturas mentais, muito mais do que flexões ou abdominais, mas que para terem resultado seguem a mesma disciplina de academia.
Só boa vontade não resolve nada.
As perguntas que você deve se fazer, de acordo com essa lista são:
Eu realmente vou me limitar a isso?
O que eu realmente desejo?
Eu posso facilitar a vida de alguém?
Estou preso ao meu sofrimento?
Estou conectado aos meus valores?
O que se passa dentro de mim?
O que não aceito nessa vida?
Estou mirando para muito longe de mim?
Posso lidar com esse medo?


Feliz ano novo!


Por Frederico Mattos
Sonhador nato, psicólogo provocador, autor dos livros "Relacionamento para Leigos" e "Como se libertar do ex". Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas cultiva a felicidade, lava pratos, medita, oferece treinamentos de maturidade emocional no Treino Sobre a Vida escreve no blog Sobre a vida.

Fonte:

domingo, 21 de dezembro de 2014

Por que caem tantas árvores com as chuvas de verão?

Notícias sobre quedas de árvores são frequentes nessa época de verão.
Só na cidade de São Paulo já houve ocorrências de 145 quedas num único dia.
Mas você já parou pra pensar por que isso ocorre?
Culpa da natureza ou tem a mão do homem aí também?

Assim como nós, as árvores também envelhecem e morrem.
Os cupins e a poluição também provocam sua morte prematura e árvore morta, um dia tomba.
Embora no verão, as chuvas e os ventos sem muito mais fortes, na grande maioria dos casos, a culpa é do homem mesmo.
Vejamos quais são os motivos:

1) Escolha equivocada de espécies nativas ou exóticas inapropriadas para áreas pequenas como quintais e calçadas
Essas árvores não suportam as rajadas de vento e caem pesadamente sobre o que estiver embaixo, na maioria das vezes, carros estacionados ou em movimento, podendo atingir pessoas e causar mortes.
O flamboyant, por exemplo, é recomendado apenas para áreas grandes, pois chega a até dez metros de altura e tem raízes superficiais.

2) Podas inadequadas realizadas por pessoas desqualificadas para tal
As podas devem ser sempre realizadas por especialistas; cortes inadequados desequilibram as árvores e não permitem que os galhos cicatrizem, apodrecendo a seguir.
E madeira podre é um convite para cupins e fungos, que em pouco tempo se espalham.
Com a madeira comprometida, a árvore fica leve e não resiste ao peso da água da chuva e ao vento.

3) Enfraquecimento das raízes
Muita gente corta as raízes que estão quebrando as calçadas, enfraquecendo sua sustentação. São as raízes também que levam a água e os nutrientes para a planta. Quando são cortadas, toda a nutrição da árvore fica comprometida.

4) Sufocamento das árvores
Outros, cimentam todo o espaço em volta da base do tronco, deixando pouca ou nenhuma terra exposta, impedindo sua aeração e também enfraquecendo a planta.
Quanto mais área de terra houver em torno do tronco, melhor. 
O mínimo de espaço que uma árvore precisa é de 50 centímetros de terra para cada lado, com menos que isso as raízes já podem ficar afetadas.

O que fazer para evitar tudo isso?

Uma boa opção para quem gosta do flamboyant, citado como exemplo, é plantar o também ornamental flamboyanzinho, que é menor e com raízes que não dão problemas. 

O corte e a poda das árvores devem ser solicitadas aos órgãos competentes, geralmente a prefeitura da sua cidade. Por exemplo, o corte e a poda de árvores na cidade de São Paulo podem ser solicitados à prefeitura pelo telefone 156 ou pelo site prefeitura.sp.gov.br.

Uma outra alternativa, mais raramente adotada, que não depende do cidadão e que é mais cara, é a de embutir a fiação embaixo das calçadas, para evitar a necessidade constante das podas.

Quanto ao corte de raízes e raízes cimentadas, só depende do bom senso de cada um.

Fontes:
http://colunas.revistaepoca.globo.com/planeta/2013/02/20/por-que-tantas-arvores-caem-nas-chuvas-de-verao/
http://www.adeva.org.br/jornalconviva/artigo_detalhe.php?jornal=58&registro=406

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Evolução dos motorhomes

Acompanhe a evolução dos trailers, motorhomes ou autocaravanas, como são conhecidos em Portugal.
Aqui no nosso terceiríssimo mundo, o mercado está em decadência, mas ainda há alguns adeptos.



Veja também:
eleMMent Palazzo, um motorhome de 3 milhões de dólares

Recebido de Helen Mathews em 01/12/2014.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Elegância e comportamento



Recebido de Helen Mathews em 13/11/2014.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Chega de sectarismo, ofensa e xenofobia. É hora de fazer oposição com competência.

Tenho recebido por dia, em média, 20 e-mails que falam sobre fraude eleitoral, golpes comunistas, voto impresso nas urnas, retorno emocionante de Aécio Neves ao senado com direito a bandinha, enriquecimento ilícito de Lulinha, sovietização do Brasil, revolta de Arnaldo Jabor, passeata pró-Aécio na Avenida Paulista, vídeos explicativos da revista Veja sobre o motivo da derrota do PSDB, etc, etc, etc...

Você, que perde todo dia parte do seu tempo lendo e repassando esses e-mails preconceituosos, rancorosos e inconformistas, não acha que está na hora de repensar suas atitudes?

Tudo bem, inconformismo é aceitável, não somos obrigados a aceitar aquilo que não queremos.
O que não são aceitáveis são o exagero, a ofensa, a xenofobia.

Primeiro, vamos para a quebra dos mitos:
uma das primeiras ações raivosas dos eleitores de Aécio Neves, ao perceberem que a adversária seria reeleita, foi culpar o eleitor nordestino e/ou beneficiário de programas de transferência de renda do governo federal.

Pois bem: o jornal O Estado de São Paulo no dia 28 de outubro desfez o factoide ao mostrar o resultado pulverizado de Dilma, que não teve menos de 40% dos votos em nenhuma região do país.
Além disso, os que culparam o Nordeste pela vitória petista, parecem não ter enxergado que dos quatro estados do Sudeste, dois não escolheram Aécio.

A Folha de São Paulo de segunda, 3 de novembro, é ainda mais clara ao trazer a informação de que a presidente cresceu em votação (comparando-se o primeiro e o segundo turno) justamente naqueles municípios que abrigam menos beneficiários do Bolsa Família.
Dos 11,2 milhões de votos a mais que Dilma teve na etapa final, 7,3 milhões vieram das cidades onde o programa beneficia menos de 25% da população.

Melhor seria para todos os opositores virarem de vez a página e partirem para uma atuação mais genuína, coisa que nunca fizeram.

Ampliar investigações sim!
Pedir recontagem de votos não!
Argumentar contra projetos do Executivo sim!
Ir às ruas de arma na cintura pedir intervenção militar, definitivamente não!

Temos um sistema político corrupto, que é apenas o resultado de um sistema privado corruptor.
Temos de dar um salto evolutivo entendendo que só se resolve o efeito se for atacada a causa.
Assim, é hora de parar de reclamar e começar a ser referência daquilo que queremos (ou dizemos querer) ver na política.

Como disse Gandhi: Seja o melhor conselho que você pode dar a alguém.
É hora de "tirar a bunda da cadeira", de sair da zona de conforto, de começar a construir a próxima eleição.

Não esqueça que a política é reflexo da sociedade corrupta e alienada que somos, que espera que algum candidato venha nos salvar de nós mesmos.

Já passou da hora de termos uma oposição eficiente, diferente dessa que está aí, que tem apresentado dificuldades em articular posições políticas, carece de um programa econômico e político alternativo para o país e tem atuado de maneira tímida diante do desempenho da administração da presidente Dilma Rousseff.

Segundo o cientista político e professor do Insper Humberto Dantas (veja link abaixo), "O fisiologismo e as estratégias de curto prazo se sobrepõem à lógica de oposição. Os partidos efetivamente estão negociando as suas posições com o governo federal e esperando que uma catástrofe ocorra para tomar o poder novamente.".

Texto baseado no editorial do Jornal Metrô News/São Paulo de 04/11/2014.

Leia também: