quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Vídeo ensina fazer pipoca com celular

O vídeo abaixo mostra um grupo de amigos fazendo milho de pipoca estourar com a vibração de aparelhos celulares.

Está no YouTube há algum tempo e já foi visto milhares de vezes.
Não é o único: há vários outros mostrando celulares fazendo pipoca.
É normal que vídeos desse tipo chamem a atenção do público, pois logo se pensa no perigo que esses aparelhos possam causar à nossa saúde.
Na última vez que recebi o vídeo por e-mail a mensagem dizia:
"Imaginem o que isso pode fazer em nosso cérebro!!!"

Entretanto, em junho de 2008 eu já havia lido uma reportagem que dizia que, cientificamente, é impossível acontecer isso e que trata-se de uma montagem.
Encontrei um comentário de um internauta que diz:

Vejamos: Um microondas normal tem potência na casa de 700 Watts. Levam quase um minuto até as pipocas começarem a estourar, é o tempo para aquecer as moléculas de água dentro do milho.

Uma antena de celular de segunda geração transmite com uma potência entre 20 e 100W.

A média de potência de um celular GSM transmitindo em 900Mhz é de 0.25 W, 1800Mhz, 0.125 W.

Para piorar, fornos de microondas trabalham em 2450 MHz, a frequência mais eficiente para excitar as moléculas de água. Fora disso você precisa de mais energia para o mesmo resultado.

Simplesmente NÃO HÁ ENERGIA para estourar um milho de pipoca tão rápido.

Clique aqui e leia a reportagem no portal G1 que diz que a ciência ainda não tem evidências sobre riscos à saúde provocados pelos celulares.
E depois clique aqui e leia essa outra reportagem na Folha Online, que parece ter desvendado a origem dos vídeos.

video
Enviado por Sérgio Ricardo Valenza em 13/10/2009.

0 comentários:

Postar um comentário