domingo, 18 de abril de 2010

Orca mata treinadora no Sea World

A notícia é de 24 de fevereiro último e muito provavelmente você deve ter ouvido falar.


Para várias organizações de proteção aos animais dos Estados Unidos, o ataque da orca Tilikum, que matou sua treinadora na Flórida, não foi só um acidente. Eles são contrários à manutenção desses animais em cativeiro, e afirmam que os bichos ficam muito estressados quando estão presos.


Façamos uma reflexão: a orca é assassina ou escrava?


Um caso lamentável, que poderia ter sido evitado se não fosse a falta de sensibilidade e interesses financeiros dos animais humanos.
Ao contrário do que muitos pensam, as orcas não são baleias e sim cetáceos, da mesma família dos golfinhos. São consideradas um dos animais mais inteligentes do mundo, com grande memória, comportamentos sociais complexos e capazes de resolver problemas lógicos.


O cérebro de uma orca é bem grande, tem aproximadamente 8 quilos, contra a média de mais ou menos um quilo e meio do cérebro de um homem adulto, tendo capacidade de se identificar como um indivíduo. O documentário The Cove, vencedor como melhor documentário do Oscar desse ano, afirma que muitos desses animais acabam sofrendo de depressão e transtorno de comportamento.


Ao serem retiradas dos vastos oceanos e levadas aos tanques dos parques, as orcas são como pessoas... presas em cubículos mínimos... e ainda são sujeitas aos trabalhos forçados degradantes, diante de platéias escandalosas e barulhentas.


Alguém pode culpá-las por enlouquecer, ter um ataque de raiva ou simplesmente buscar vingança contra seus algozes, já que a fuga é impossível... mas pela descrição do ataque à treinadora, a orca usou exatamente a estratégia natural que usa para capturar sua caça preferida, as focas.


Como evitar que isso se repita? É muito simples.
A proibição ampla, geral e irrestrita da captura de orcas e golfinhos para fins circenses, assim como a de leões, tigres, elefantes, macacos, etc.


Só devem permanecer em cativeiro animais já nascidos nessa condição e, mesmo assim, quando não tiverem a mínima chance de sobrevivência se devolvidos ao seu habitat natural, ou seja, dos locais de onde nunca deveriam ter saído.


Quer nadar com golfinhos? Vá mergulhar em Fernando de Noronha!
Ver uma orca? Faça um cruzeiro!
Quer ver elefantes? Vá para a Índia!
Um leão? Que tal um safari na África?
Não vá aos zoológicos... não seja cúmplice dessa vergonha...


É realmente lamentável o que estão dizendo em várias manchetes no mundo todo: que a orca assasinou a treinadora!
O que você faria privado da sua liberdade sem ter cometido crime algum?

Vários vídeos na WEB mostram a orca e a treinadora, antes da ocorrência fatal.
Mas eu recebi esse, que pouca gente viu e que mostra o ataque!

Não sei se o vídeo realmente mostra esse caso ou se alguém resolveu fazer uma brincadeira... mas de qualquer forma parece mesmo um ataque... confira!


video
Vídeo enviado pelo Dr. Luiz Antonio Catay em 17/04/2010.

0 comentários:

Postar um comentário